Total de visualizações de página

quinta-feira, 8 de abril de 2010

O fenômeno das comunidades na internet entre as mulheres

Mulheres jovens estão adotando mais as comunidades virtuais do que os homens, que já dão sinais de desisteresse. A mudança ocorreu em apenas dois anos segundo pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia.

O estudo aponta que 67% das mulheres com menos de 40 anos se sentem tão influenciadas pelas comunidades na web quanto pelos sites off-line. Entre os homens, essa influência é de 38%. As comunidades na internet não significam apenas redes sociais como Facebook, Twitter e MySpace, mas incluem também fóruns on-line voltados para hobbies, política ou espiritualidade.


Para o pesquisador Michael Gilbert, as mulheres tendem a adotar novas tecnologias de forma mais lenta do que os homens e quando tomam a decisão, muitas vezes superam em entusiasmo. Os resultados fazem parte de um estudo que acompanhou 2 mil famílias e seus hábitos digitais durante 10 anos.

É um sinal claro da influência das mulheres nas discussões de diversos temas, nas mudanças de hábitos, nas transformações sociais e no poder de decisão que isso representa. Transportando esse quadro para o Brasil em ano eleitoral, é posível imaginar que os candidatos que souberem promover discussões sobre temas pertinentes, para além do escasso tempo de propaganda no rádio e na TV, podem atingir em cheio esse parcela do eleitorado e estimular o interesse da mulher para a política. Não podemos esquecer que as mulheres já são maioria nas universidades, que muitas delas são responsáveis financeiramente pelas famílias e que tem aumentado significativamente o acesso ao computador em casa e em lan houses, aspectos em destaque nas diversas classes sociais do país.

2 comentários:

  1. Please see! Money as debt

    http://www.youtube.com/watch?v=vVkFb26u9g8

    ZEITGEIST: ADDENDUM

    http://www.zeitgeistmovie.com/

    project camelot magnetic motor

    http://www.youtube.com/watch?v=hkgyY47duCM

    Importante please pass forward

    ResponderExcluir
  2. Oi Roxane,
    Apesar de ainda estarmos alimentando círculos sociais machistas(quantos maestros existem para cada maestrina...por exemplo), a questão da atitude feminina...ativa...ainda está mais na teoria do que na prática.
    O fato é que a web proporciona um diálogo em igualdade humana...contudo... virtual...
    Porém, as tendências e a autoconfiança podem gerar situações de mudanças efetivas...

    Abraços!

    ResponderExcluir